22 de Out de 2018

Muitos problemas com os olhos podem ser amenizados e até evitados com simples cuidados no dia a dia. Para garantir a saúde ocular, hábitos saudáveis são fundamentais, ajudando a evitar coceiras, infecções ou mesmo doenças mais graves que podem comprometer a qualidade de vida. O oftalmologista Dr. Ruy Cunha Filho, especialista em catarata e cirurgia refrativa, listou dez dicas essenciais para cuidar dos olhos. Confira:

1) Evite coçar os olhos – Esfregar com frequência a região dos olhos pode resultar em problemas. Esse hábito tão instintivo quanto prejudicial em uma área muito frágil faz com que a pressão exercida possa provocar lesões ou doenças mais graves. Por mais que se higienize as mãos com frequência, elas têm impurezas e podem levar germes para os olhos, o que pode ocasionar uma conjuntivite bacteriana ou viral. O ato de coçar os olhos também pode causar ou levar a progressão de um ceratocone. Se a sensação de coceira não passa, não hesite em procurar um oftalmologista para verificar a causa.

2) Menos açúcar, por favor – Portadores de diabetes tipo 1 ou 2 devem sempre estar atentos à alta concentração de glicose no sangue, prejudicial à saúde. Uma de suas consequências é a retinopatia diabética. Doença silenciosa, seu único sintoma é a visão embaçada. Com o tempo, causa alterações na estrutura dos vasos sanguíneos da retina, levando a hemorragias ou descolamento da retina, o que pode causar uma cegueira irreversível. Por isso, faça uma dieta equilibrada e acompanhamento médico frequente e adequado.

3) Diga não ao tabagismo – Pesquisas já comprovaram a maior incidência de problemas de visão, como degeneração macular, catarata e danos ao nervo óptico em fumantes. Se ainda não conseguiu parar de fumar, use essa informação como incentivo!

4) Movimente-se! – Praticar atividades físicas é bom para a saúde como um todo, incluindo os olhos. Estar acima do peso e se alimentar mal impede que as vitaminas que previnem os prejuízos celulares cheguem em quantidade necessária aos olhos, o que pode causar danos à visão. Portanto, mexa-se, inclua exercícios, esporte, caminhadas no seu dia a dia. Aproveite toda oportunidade na sua rotina para se movimentar.

5) Lave e higienize os olhos – Às vezes, lavar o rosto não é suficiente para manter limpos os olhos limpos, sempre tão expostos a bactérias, vírus e poluição, entre outros agentes externos que podem causar sérios problemas de saúde. Por isso, ao menos uma vez por dia, dedique um tempo para higienizar a área em volta deles, como as pálpebras, os cílios e os cantos, removendo as impurezas e secreções secas, a fim de evitar coceira, irritação, conjuntivites, o popular "terçol" e blefarites, a "caspa nos olhos". O ideal é limpar ao redor dos olhos com hastes flexíveis umedecidas com creme de limpeza apropriado para essa região. Outra opção é o uso de xampu neutro infantil. É recomendado que todas as pessoas façam a higiene ocular, principalmente quem faz uso frequente de maquiagem ou cosméticos faciais.

6) Cuide das lentes de contato – A higiene e o manuseio das lentes de contato são assunto sério. Para evitar risco de infecções, antes e depois de colocá-las ou retirá-las, lave bem as mãos e higienize as lentes com produtos apropriados, recomendados pelo seu oftalmologista. Não se esqueça da limpeza do estojo antes de recolocar as lentes no lugar. Também fique atento ao prazo de validade para substituí-las. Evite sempre dormir com as lentes de contato.

7) Atenção às maquiagens – Para quem usa maquiagem é fundamental removê-la antes de dormir. O hábito de ir para a cama sem remover os produtos pode irritar e inflamar a área ocular. Além disso, verificar o prazo de validade é fundamental, assim como usar produtos de boa qualidade, dando preferência aos antialergênicos e sem conservantes. Outro ponto de atenção é não compartilhar sombras, ou máscaras de cílios com outras pessoas, aumentando a possibilidade de contaminação. Após o término do uso dos pinceis e escovas de maquiagem, não se esqueça de lavá-los, para evitar a proliferação de bactérias nos objetos. Algumas gotas de xampu neutro infantil ajudam na higienização. Enxágue e seque-os bem antes de voltar a usá-los.

8) Pisque mais! – No mundo moderno, as pessoas vidradas nas diversas telas, seja de TV, smartphones, tablets ou notebook, por horas ininterruptas, quase se esquecem de piscar. Pois saiba que o comportamento instintivo de piscar lubrifica as córneas, evita o ressecamento dos olhos e auxilia em outros problemas que comprometem a visão, como coceira e irritações. Quando estiver concentrado em um ponto fixo ou diante do computador, pisque mais, faça pausas frequentes, foque em outros e diferentes objetos ao seu redor por alguns minutos. Essa ação vai ajudar a descansar a vista e auxiliar no combate da chamada síndrome de fadiga visual.

9) Peixe na dieta – Há alimentos que ajudam a preservar a saúde ocular, e o peixe é o principal deles. Ele diminui problemas oculares como a degeneração macular relacionada à idade, doença capaz de causar cegueira irreversível. Além de excelentes fontes de ácidos graxos e vitaminas A, B, D e E, peixes como sardinha, salmão, bacalhau e atum são ricos em ômega 3, gordura essencial para a saúde ocular e que melhora até a secura nos olhos. A ingestão desses nutrientes que estimulam a boa circulação sanguínea faz com que todas as estruturas oculares, principalmente a retina, recebam muito oxigênio, o que leva ao com ate de envelhecimento precoce dessas estruturas, contribuindo para uma visão mais saudável.

10) Na dúvida, procure um oftalmologista – Por último, mas não menos importante, a principal dica é visitar seu oftalmologista regularmente. A frequência dependerá da sua saúde ocular e geral, e seu oftalmologista poderá indicar isso. Para prevenir problemas ou antes de qualquer atitude que possa ter consequências na saúde de seus olhos, como usar aquele colírio indicado pelo amigo, agende uma consulta. Diagnósticos precoces e tratamentos corretos garantem o cuidado com os olhos e a sua qualidade de vida.

 

 

 

 

Fonte: Assessoria de comunicação do Grupo Opty