22 de Jun de 2021

Estresse pode levar a essa patologia, que é a principal causa de cegueira irreversível no mundo

Glaucoma

Pesquisa "Um olhar para o glaucoma no Brasil", divulgada pelo Ibope Inteligência no segundo semestre de 2020, mostra que quatro em cada dez brasileiros não sabem o que é glaucoma. Entre os jovens (18 a 24 anos) 53% desconhecem a doença e o índice chega a 71% entre adultos com mais de 55 anos. Esses são números preocupantes, já que a patologia é considerada a principal causa de cegueira irreversível no mundo e deve afetar 111,8 milhões de pessoas em 2040. Para alertar e prevenir a população para o problema, até o dia 12/3 é realizada a Semana Mundial de Combate ao Glaucoma. "O glaucoma é uma doença degenerativa e progressiva que danifica as células do nervo óptico e não tem cura, mas pode ser controlada. Quanto antes diagnosticada, melhor para evitar qualquer perda visual", afirma o Dr. Yuji Abe, especialista em Glaucoma.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), aproximadamente 900 mil brasileiros são afetados pelo glaucoma. A doença é mais comum após os 40 anos de idade e tem como principal fator de risco o aumento da pressão intraocular (dentro dos olhos). Porém, essa não é a única causa. Devem ser considerados também histórico familiar, idade avançada, miopia elevada e eventualmente até a diabetes. Um estudo recente conduzido pelo Dr. Yuji Abe conseguiu correlacionar o aumento do cortisol salivar pós um teste de indução de estresse psicossocial com o aumento da pressão intraocular (PIO). "Após induzirmos o estresse psicossocial, 35% dos participantes apresentou uma elevação da PIO superior a 2mmHg, o que é um valor considerável", explica oftalmologista, cuja conclusão do trabalho foi publicada no conceituado periódico Internacional "Ophthalmology Glaucoma".

Segundo o especialista, grande parte dos pacientes não tem sintomas logo que o glaucoma se instala. A perda do campo visual somente é percebida em estado avançado, quando entre 40% e 50% da visão já pode estar comprometida. "Sendo assim, é fundamental fazer exames oftalmológicos regularmente, com medição da pressão intraocular, exame do fundo de olho e campo visual para verificar a saúde ocular", ressalta o médico.

 

Fonte: assessoria de comunicação do Grupo Opty