28 de Jan de 2022

No Dia Mundial do Diabetes (14) e como parte da campanha Novembro Diabetes Azul 2021, oftalmologista fala sobre doenças oculares diabéticas, seu diagnóstico e tratamento

Por que diabetes pode causar cegueira

Uma em cada dez pessoas tem diabetes, no mundo. É o que revela o mais recente relatório da Federação Internacional de Diabetes. Ao todo, 537 milhões de adultos, com idades entre 20 e 79 anos, vivem com a doença, tendo havido um aumento de 16% no número de casos, desde 2019. O Instituto de Olhos do Recife - IOR chama a atenção para esses dados, no “Dia Mundial do Diabetes”, comemorado neste domingo (14), e como parte da campanha “Novembro Diabetes Azul 2021”, celebrada ao longo deste mês. Afinal, a enfermidade traz sérias complicações para a saúde, em geral, e para a visão, em particular. “Dentre os problemas oculares causados pelo diabetes estão a retinopatia diabética, incluindo o edema macular diabético, o glaucoma e mesmo a catarata”, detalha a oftalmologista Luciana Valença, do IOR.

De acordo com a médica, para quem tem diabetes os check-ups regulares com o oftalmologista são indispensáveis. “Diagnosticar e tratar precocemente as doenças oculares diabéticas e manter o acompanhamento oftalmológico regular é essencial, porque vários elementos do olho, como a retina, o cristalino e até o nervo óptico podem ser prejudicados”, reforça. Dentre os sintomas, que podem se manifestar em decorrência do diabetes, estão a diminuição súbita da visão, vista embaçada e alterações repentinas no grau dos óculos.

Exames

O diabetes também pode levar a complicações graves como o descolamento de retina e hemorragia intraocular, que podem causar a perda súbita da visão. Para detectá-las, é indispensável a avaliação do especialista através do exame de fundo de olho, sendo muitas vezes necessários exames complementares. “Para avaliação da retinopatia diabética, por exemplo, usamos a oftalmoscopia indireta, retinografia, angiofluoresceinografia e tomografia de coerência ótica”, explica a Dra. Luciana.

Além disso, alguns cuidados devem ser tomados para prevenir o diabetes. “As pessoas precisam monitorar sua glicemia e pressão arterial, os níveis de colesterol e a anemia. Praticar esportes, ter uma alimentação saudável e controlar o peso também são ações que contribuem para manter a saúde da visão”, frisa a médica. Mesmo quem não tem sintomas deve ficar atento e fazer exames regulares com o especialista. “O diabetes é uma doença crônica e silenciosa e muitas vezes o paciente só percebe quando se encontra com complicações mais sérias e já com baixa importante da visão. Ao menos uma vez ao ano, é importante realizar exames oftalmológicos de rotina, pois as doenças oculares diabéticas podem levar à cegueira”, recomenda a oftalmologista.

Veja quais são as principais doenças oculares diabéticas:

Retinopatia diabética – Gera lesões em vasos sanguíneos na retina, devido a alterações vasculares provocadas pelo aumento anormal da glicose no sangue. É uma das causas mais frequentes de cegueira irreversível, em pessoas diabéticas, com idade entre 20 e 74 anos. Existem vários tipos de tratamento a depender do caso e da gravidade da retinopatia diabética, incluindo fotocoagulação com laser para combater a isquemia e neovascularização retinianas, injeções de drogas antiangiogênicas ou corticosteróides na cavidade vítrea e o tratamento cirúrgico.

Edema macular diabético – É decorrente da retinopatia diabética. Provoca acúmulo de líquido na mácula, que é a área responsável pela visão central. O paciente se queixa de baixa da acuidade visual. Trata-se da causa mais comum de perda de visão em pacientes com retinopatia diabética. O tratamento é feito principalmente com injeções de drogas antiangiogênicas ou corticosteróides na cavidade vítrea.

Catarata – É uma patologia onde o cristalino se torna opaco, comprometendo a visão. O diabetes pode alterar o metabolismo do cristalino, antecipando a formação da catarata, mesmo antes dos 40. Adultos com diabetes têm até cinco vezes mais chances de desenvolver catarata. O tratamento é cirúrgico.

Glaucoma – É uma doença silenciosa, geralmente relacionada ao aumento da pressão intraocular, que danifica o nervo óptico. Pode comprometer a visão e levar à cegueira irreversível. Pessoas com diabetes são mais propensas a desenvolver o glaucoma. O tratamento é feito por colírios, medicamentos e em casos de difícil controle, cirurgia.

Fonte: assessoria de comunicação do Instituto de Olhos do Recife - IOR